Home Cultura & Lazer Deixou fugir a inspiração

Deixou fugir a inspiração

0
0

Pensou em várias maneiras de começar o próximo texto. Primeiro quis escrever sobre o gavião-preto que voava igual um beija-flor, mas logo mudou de ideia para o casal de crianças abandonado na rua de sua casa.
Desistiu inconscientemente e voltou para o momento presente de tomar banho. Esfregou os cabelos com força para mantê-los bem lavados e se abaixou para ler o rótulo do shampoo. Questionou porque aquilo não era um hábito e descobriu que o produto que usava prometia restauração da fibra capilar da raiz até as pontas.
Não podia saber se tinha tido de verdade uma ideia para começar uma escrita e partiu rumo ao açougue para adquirir os bifes das próximas refeições. No mercado, um senhor brigava com a gerente justamente porque o suco de rótulo branco era mais caro que o suco de rótulo amarelo. Não perdeu tempo com isso, tinha que se dedicar a descascar alho para o tempero e só pararia quando o cheiro do trabalho não saísse mais de seus dedos.
Na urgência de descansar da tarefa, lembrou que também usava os dedos para escrever. Sentou no mesmo lugar e se deu conta de que no sonho, o gavião-preto, tinha o peito vermelho. Perdeu a inspiração

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregaer Mais em Cultura & Lazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *