Home Turismo Grécia: descanso e belas paisagens

Grécia: descanso e belas paisagens

0
0

A Grécia é sempre um encanto e muitas vezes foi lembrada em novelas, filmes e livros; também é destino de famosos que deixam a correria dos grandes centros onde moram e refugiam-se em suas ilhas.
As origens da Civilização Grega datam de aproximadamente dois mil anos antes de Cristo, numa época em que no Norte da África, florescia o esplendor do Egito Antigo. Esses primeiros tempos ficaram conhecidos como o Período Micênico, que cobriu os anos de 1500 a.C a 800 a.C. Alguns estudiosos o chamam, também, de Período Homérico, uma vez que, para compreendê-lo melhor, os poemas de Homero – “A Ilíada” e “A Odisseia” – foram fontes de grande valor documental.
A história dos gregos surgiu mais precisamente na região europeia dos Balcãs, entre os mares Jônico, Egeu e Mediterrâneo. Nessa vasta área, começaram a se fixar vários povos nômades de origem indo-europeia – entre os quais: aqueus, jônicos, eólios e dóricos. Não chegaram ao mesmo tempo, mas em diferentes momentos, às vezes marcados por guerras de dominação de um sobre o outro.
Os aqueus abriram caminho para o futuro Estado grego ao conquistar os cretenses – experiência que lhes permitiu assimilar parte de sua cultura. Essa fusão entre cretenses e aqueus resultou no surgimento da chamada Civilização Cretomicênica. Ao se estabelecerem no Balcãs, fundaram, entre outras cidades, a mais importante delas, Micenas.
Mais tarde, 200 anos depois, os dóricos, os jônicos e os eólios, outros povos helênicos, migraram para a Grécia Antiga, estabelecendo-se em Atenas, Esparta e outras.
Assim, o domínio aqueu na região acabaria subjugado pelos jônicos. Estes se impuseram nos Balcãs e fundaram Atenas. Depois expandiram sua dominação rumo à Ásia Menor, onde conquistaram as cidades de Mileto, Éfeso e Esmirna. Enquanto isso, os eólios fundaram Tebas e se integraram ao contexto da Civilização Cretomicênica.
Os gregos foram os principais artistas realistas da História, ou seja, foram os primeiros a se preocupar em representar a natureza tal qual ela é. Isso aconteceu em vários setores da arte e também da arquitetura. Não é à toa que o senso estético e as construções gregas marcaram uma época e até hoje servem de inspiração e são alvo de pesquisas e admiração.
A arte e arquitetura gregas do Século V a.C. têm sido foco de interesse popular e erudito, graças ao legado de prédios e esculturas desse período. Um dos maiores exemplos é a Acrópole de Atenas, que ainda encanta multidões de turistas e artistas.
Apesar de não ser a única acrópole do mundo, a Acrópole de Atenas é a mais famosa de todas. Acrópole é um bairro central de uma cidade antiga da Grécia, semelhantes ao centro das cidades modernas. A acrópole contém sedes administrativas civis e religiosas, geralmente situadas em uma colina ou outro ponto de fácil defesa.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregaer Mais em Turismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *