Home Matéria Conheça Zomba, a leoa de 20 anos do Zoo Safari que tem juba

Conheça Zomba, a leoa de 20 anos do Zoo Safari que tem juba

0
0

O Zoo Safari tem uma moradora inusitada. Ao auge dos seus 20 anos, completados no dia 3 de maio de 2019, a leoa Zomba chama atenção não apenas pelo seu charme e porte físico, mas também por uma juba de dar inveja a qualquer leão.
A leoa que é xodó dos técnicos, nasceu no antigo Simba Safári em 1999, e hoje vive no Zoo Safári. Dona de um grande apetite, Zomba não recusa nenhum tipo de carne oferecida pela Divisão de Nutrição animal da FPZSP, sendo seu alimento favorito o pernil suíno. “Ela é muito dócil com seus tratadores e sempre obedece prontamente quando precisamos fazer os manejos diários”, afirma o biólogo Ariel Tandello que trabalha no Zoo Safari.
Zomba não teve filhos, mas tem a companhia da leoa Pretória, com quem já vive há muitos anos e se dá muito bem. Ambas passam o dia em seu território no Zoo Safári e a noite em um recinto fora da área de exposição onde são alimentadas. “Ao longo do dia está sempre perto da Pretória e as vezes é possível ver as duas brincando juntas”, completa Ariel.
A presença da juba em Zomba foi observada recentemente, em março de 2018. No atual grupo de animais da raça, apenas a leoa apresenta a presença da cabeleira. A médica veterinária, Cláudia Regina Grossi Ontivero, explicou porque a grande felina apresenta algo inusitado para fêmeas da espécie. “A ocorrência desta característica em leoas pode ser resultado de alterações hormonais, principalmente por aumento dos hormônios sexuais testosterona e/ou androstenediona ou cortisol, decorrentes de alterações em ovários, glândulas adrenais ou hipófise. Ela passou por procedimento anestésico para coleta de sangue e ultrassonografia abdominal, e não foram observadas alterações em ovários ou adrenais. As dosagens hormonais apresentaram valores normais para testosterona. Não há valores normais de andostenediona para leoas, no entanto, comparando-se com gatos domésticos ou tigres, os valores foram considerados normais. Devido à falta de parâmetros normais para esta espécie, o que é uma dificuldade muito comum na medicina de animais selvagens, não foi possível confirmar ou descartar se ela possui alguma alteração neste momento, mas ela está sendo monitorada constantemente e tem apresentado boa saúde apesar de sua idade avançada”, disse a médica.
Devido à idade avançada, ela recebe atenção especial da equipe tratadores, biólogos e veterinários. “Como todo animal idoso a Zomba está sujeita a problemas articulares, perda de massa muscular, aumento de gordura e outros problemas de saúde, portanto é importante estarmos sempre atentos à sua condição física, apetite e comportamento. Caso notemos qualquer alteração, rapidamente agimos e assim garantimos qualidade de vida para ela. Felizmente a Zomba tem se mostrado uma ‘senhora’ muito forte”, finaliza Ariel.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregaer Mais em Matéria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *