Home Nossa Opinião Caso de Neymar exige cautela

Caso de Neymar exige cautela

0
0

Não cabem julgamentos precipitados sobre a acusação de estupro contra Neymar. O momento exige cautela, apesar de toda a exposição midiática do jogador e do caso.
No entanto, algumas reflexões são necessárias. O presidente Jair Bolsonaro, por exemplo, já se antecipou à investigação policial e declarou na quarta-feira, durante visita à cidade de Aragarças (GO), que “acredita” em Neymar.
O atacante da seleção brasileira é acusado de estupro por uma mulher e o crime teria ocorrido em Paris, na França, no dia 15 de maio, em um hotel de luxo da cidade. A mulher registrou na sexta-feira um Boletim de Ocorrência (B.O.) acusando o jogador, que postou nas redes sociais um vídeo se defendendo. O atacante garantiu que tudo não passou de “uma relação entre homem e mulher, algo que acontece entre quatro paredes com todo casal”.
Sem qualquer juízo de valor, é preciso lembrar que, em abril, o empresário Neymar da Silva Santos, pai do jogador, foi recebido pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em Brasília, para “prestar esclarecimentos” sobre processo contra o atleta que será julgado pelo Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). De acordo com o Ministério da Economia, o pai do jogador foi recebido inicialmente pelo presidente para falar sobre o processo e depois foi encaminhado ao ministro Paulo Guedes e ao secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, por se tratar de um tema “de natureza técnica”. Em 2015, a Receita multou o jogador em R$ 188 milhões em processo que investigava sonegação fiscal. No mesmo ano, a Justiça chegou a bloquear, a pedido do Fisco, bens do jogador neste montante.
Vale lembrar ainda que, em entrevista ao canal SporTV, em fevereiro, o pai de Neymar declarou que votou em Bolsonaro nas eleições do ano passado. Segundo o empresário, o filho não votou porque estava em Paris.
O pai do jogador diz que o filho é vítima de extorsão. Segundo o empresário, a mulher que acusa Neymar teria pedido dinheiro para não denunciá-lo. Ainda de acordo com Neymar pai, o filho teve uma relação sexual com consentimento da mulher.
Essa, no entanto, não é a única acusação que recai sobre o principal jogador do Brasil. A Delegacia de Crimes Virtuais do Rio quer explicações sobre a postagem das conversas que o jogador teve com a mulher que o acusa de estupro. A divulgação de imagens íntimas sem consentimento das partes pode ser encarada como crime.
Existe, dentro da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), a preocupação de que o caso tenha influência no desempenho não só do atacante como de toda a seleção durante a Copa América, que começa no próximo dia 14. Há uma grande expectativa sobre como o público tratará o atacante e como ele reagirá se for alvo de uma reação negativa nos estádios do País. Uma coisa, no entanto, é inevitável: o caso é uma tarefa extra para o técnico Tite. Na segunda-feira, por exemplo, ele não escondeu o constragimento por ter de responder perguntas sobre a nova confusão envolvendo Neymar.
Nesse momento, qualquer ilação seria leviana. O fundamental é que a Polícia faça o seu trabalho e esclarece definitivamente o caso..

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregaer Mais em Nossa Opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *